quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Quer que o marido volte correndo para casa? Envie uma destas 52 mensagens de amor sensacionais para ele


Resultado de imagem para CELULAR MENSAGEM


Dá para usar essas mensagens tanto por SMS, e também Whatsapp, Face, e até mesmo falar no ouvido do seu lindão!! Ele vai ficar doido para voltar para casa correndo. 

Não só isso, eles precisam ser lembrados desse amor. 
O casamento é como uma caixa onde você deposita pequenas "bombas" de amor. Quando você está continuamente fazendo isso, sempre depositando, o seu marido vai sentir. Ele precisa também fazer sua parte adicionando suas próprias bombinhas de amor nesta caixa. 

Tempos virão com momentos difíceis, discussões e você vai querer olhar para aquela caixa e tirar algumas como lembretes de como você e seu marido se sentiram em momentos difíceis. 

Quando Jason e eu estávamos tendo problemas de comunicação, decidimos ter uma "sessão de aconselhamento" na igreja com um amigo. Nosso conselheiro está casado há mais de 40 anos e nós confiamos que ele iria nos ajudar um pouco. 

Uma de suas dicas foi enviar mensagens de texto de amor (torpedos, sms) um para o outro durante o dia. 

Aqui estão as mensagens. Aproveite a lista! 
  1. Você está muito sexy hoje, querido! 
  2. Eu sou tão sortuda de ter você como meu melhor amigo. 
  3. Você é a minha rocha, eu te amo tanto. 
  4. Você é o meu protetor... Sinto-me abençoada. 
  5. Ei gato, tem planos para esta noite? 
  6. Você é incrível. Achei que você deveria saber isso. 
  7. Eu amo estarmos juntos. Sinto sua falta! 
  8. Tenha um ótimo dia de trabalho - estou em contagem regressiva até você chegar em casa. 
  9. Eu gosto de você. Eu gosto demais de você. 
  10. Eu estou aqui para você querido. 
  11. Você é o cara mais atencioso que eu conheço. 
  12. Ainda rindo sobre o seu comentário na noite passada. 
  13. Obrigado por você ser quem é. 
  14. Você me faz querer ser uma pessoa melhor. Te amo muito. 
  15. Sentindo-me superabençoada hoje por ter você em minha vida. 
  16. Você é o homem mais engraçado que eu conheço. 
  17. Vamos jantar? 
  18. Você é um gato - vamos sair? 
  19. Você. Eu. Piquenique às 5 da tarde. 
  20. Obrigada por pendurar o espelho, você é tão útil! 
  21. Eu amo meu homem. Para sua informação. 
  22. Você é o meu favorito. 
  23. Você é tão amável! 
  24. Você me inspira, baby. 
  25. Eu confio em você, com toda a minha alma. 
  26. O que Deus uniu, nunca separaremos... 
  27. Ainda bem que eu tenho você na minha vida. 
  28. Hoje, amanhã, para sempre... Seja meu! 
  29. Sou casada com um homem tão sexy! 
  30. Eu sempre vou te amar. 
  31. Você é divertido, ainda estou rindo sobre... 
  32. Você é o meu único. Sentindo-me tão abençoada! 
  33. Preciso do seu amor. 
  34. Preciso de seus afagos. 
  35. Eu quero estar em seus braços. 
  36. Saudades, saudades. Quero te beijar! 
  37. Eu sinto falta de você, vem para casa. 
  38. Doentinha - Vamos passar o dia juntos? 
  39. Você sabe que eu te amo? Muito! 
  40. Você é tão forte. 
  41. Fica comigo? Para sempre? 
  42. Você é o meu sol. 
  43. Noite perfeita para aconchegar. Encontre-me às 7h. 
  44. Eu quero estar em seus braços. 
  45. Você é a minha alma gêmea. 
  46. Oi. Eu te amo. Você deve saber disso. 
  47. Mal posso esperar para a nossa noite de namoro. 
  48. Estou contando as horas até te ver. 
  49. Você é o melhor pai, sempre. 
  50. Como eu tive tanta sorte de encontrar você? 
  51. Estar com você... É o melhor! 
  52. Eu preciso de um beijo. 
Um homem que ama, ao receber essas mensagens, voltará correndo pra casa, cheio de amor! 

Este artigo foi originalmente publicado no blog "Stay at home Susie" e republicado aqui com permissão da autora Susie Romans, traduzido e adaptado por Stael Pedrosa Metzger

Susie Romans 


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

ELA É A PESSOA CERTA PRA EU CASAR?


Imagem relacionada

“Com quem vou passar o resto da minha vida?” Posso afirmar, sem medo de errar, que esta é a segunda escolha mais importante das nossas vidas (sendo a primeira a decisão por Cristo). A paixão é enganosa. Ela nos seduz e nos cega. Faz com que detalhes importantes sejam deixados de lado. Quando estamos namorando, sonhamos com o ideal, mas quando nos casamos, nos deparamos com o real. O processo de ajuste é muito dolorido e complicado. As decepções da vida não acontecem por causa daquilo que encontramos (a realidade), mas sim por causa daquilo que idealizamos. E esse texto foi escrito exatamente por isso: trazer os pombinhos apaixonados de volta ao mundo real!”Tudo o que ele precisa é do amor de uma boa mulher” é a frase clássica das mulheres que se casaram fazendo vista grossa para alguns “detalhes” importantes, e depois, passaram o resto das suas vidas arrependidas por terem pensado assim. Tudo o que um homem (e uma mulher) realmente precisam é de Deus! Um casamento feliz é formado por duas pessoas que são 100% realizadas em Deus. Não case pensando que o seu cônjuge irá preencher o vazio que existe em você, pois não vai.Analise cada questão abaixo com seu namorado ou noivo e exponha o seu ponto de vista. Talvez a conversa dure alguns dias, mas será um investimento valioso! Muitos casamentos não teriam trazido tanta dor e sofrimento (e até acabado em divórcio) se os pombinhos tivessem tido maturidade para discutir as seguintes questões:

Vida financeira - como o seu namorado/noivo tem lidado com o dinheiro (limite, cheque especial, dívidas)? Quando casarem, terão uma conta conjunta (aconselho que sim!)? Caso não, dividirão as despesas e cada um fará o que bem entender com o restante? Irão poupar alguma porcentagem do salário mensalmente? Para que fim? Você acha que devem separar por mês algum dinheiro para doações, caridade, dízimos e ofertas? E quanto você pretende gastar com prazeres pessoais (roupas, sapatos, acessórios, livros, filmes, viagens, restaurantes, cabeleireiro e etc.)? É muito difícil estipular um valor exato, mas dá para ter uma ideia do que seu/sua namorado(a) pensa a respeito. Existem mulheres que não ficam um mês sem comprar um sapato novo e homens que gastam uma bela grana com o carro semanalmente (mesmo sem dinheiro na conta). O que acham disso? Terão cartão de crédito para todas as compras ou apenas para as parceladas e aquelas acima de um valor “x”? Pretendem fazer um plano de saúde? Que tipo? 

Profissional - Quais são os seus planos profissionais? Pretende fazer faculdade, pós, mestrado? Se sim, acha que isso vai afetar negativamente no tempo que terão disponível um para o outro? Você acha que a mulher deve continuar trabalhando depois que os filhos nascerem? Sonha em fazer cursos extracurriculares? Quais? Por quanto tempo? Pretende parar de estudar? Costuma trabalhar aos finais de semana e feriados? Que consequências isso poderia trazer para o relacionamento de vocês? Viajaria ou mudaria de cidade por causa de um emprego? 

Relacionamento com os pais - observe como seu/sua namorado(a) interage com os pais, principalmente nos momentos de crise. Existe respeito e gentileza ao falar? Costuma mentir? Tem domínio próprio ou se descontrola facilmente? É bem possível que depois de alguns meses de casados, seu cônjuge o esteja tratando da mesma maneira que tratava os pais, pode acreditar! Lembre-se: a forma que ele age com você durante o namoro é o ideal, e a forma que ele age com a família é o real. 

A família - com qual frequência pretendem visitar a família? Que distância da casa dos pais irão morar? Como farão nos feriados e datas comemorativas (dia das mães, dos pais, Páscoa, natal e ano novo)? A família do seu pretendente costuma chegar na casa das pessoas de surpresa? Você se sente confortável com isso? Existe um bom relacionamento da sua família com a dele? Caso não, como farão nos aniversários? 

Religião - Conversem sobre suas crenças. Caso frequentem alguma comunidade, o que pretendem fazer depois de casados? Frequentarão o mesmo local? E quando vierem os filhos, que religião gostariam que seguissem? Se na sua igreja existem trabalhos semanais, vocês frequentarão depois de casados? Juntos ou separados? Quantos dias por semana? Um dos dois costuma orar e ler bíblia em família diariamente? Você gostaria de continuar com esses costumes depois de casado(a)? Seu futuro cônjuge está disposto a te acompanhar? Caso não, isso trará conflitos e chateações? 

Filhos - Com que idade pretendem ter filhos? Quantos? Um dos dois pretende abrir mão do emprego para cuidar das crianças? Caso não, as crianças ficarão com a vovó (qual delas?), escolinha ou babá? Que tipo de ajuda espera do seu cônjuge nos cuidados com os filhos? Que valores e ensinamentos gostaria passar à eles? Frequentarão escola particular? Cursos extras? Que tipos de disciplina pretendem aplicar? 

Tarefas de casa – Como será feita a divisão de tarefas depois que casarem? O que você acha que compete ao homem e a mulher? Caso os dois trabalhem fora, contratarão uma diarista? Ela vai passar as roupas (o que normalmente acresce no valor)? Quem ficará responsável pelas refeições, compras e feira? Lembro que uma vez discuti com o Felipe, durante o namoro, sobre quem deveria lavar a cueca do homem. Parece besteira, mas se não houver um acordo até nas pequenas coisas, o desgaste será enorme! Conversem sobre pequenos detalhes: roupas, comida, casa, louça, cocô do cachorro, meia suja pela casa e toalha molhada em cima da cama. 

Amigos/ Curtição - se vocês possuem apenas amigos em comum e costumam participar dos mesmos eventos, ignore este item. Mas se este não for o seu caso, aconselho que façam um ao outro as seguintes perguntas: Depois que casarmos, você gostaria de continuar saindo sozinho com seus amigos? Toda semana, uma vez por mês? Caso sim, terei o mesmo direito sem que haja discussão? Quais os amigos que você não gostaria que eu continuasse tendo contato? Quais os lugares que você considera inaceitáveis para pessoas casadas? Teremos tempo para os hobbies pessoais? Quando? Quais são eles? Gostaria da minha companhia?

Vida Sexual - pergunte a seu futuro cônjuge o que ele pensa a respeito das seguintes questões: sexo oral, sexo anal, masturbação, pornografia, atração por pessoas do mesmo sexo, frequência sexual e etc. Conversem sobre relacionamentos passados e abusos na infância. Falem sobre vícios que já tiveram ou ainda têm, como pornografia ou masturbação. O que esperam da primeira noite? O que acham do sexo antes do casamento

Crente de verdade? - conheci o caso de um homem que durante o namoro frequentou a igreja da pretendente, participou de todas as programações e inclusive se batizou! Mas quando chegaram na lua-de-mel, ele disse: “A partir de hoje não vou mais a igreja.” Ela lutou durante anos por este relacionamento, e hoje, está divorciada. Existe uma diferença muito grande entre um cristão de boca e um cristão de coração. Uma pessoa realmente transformada por Jesus Cristo mostra os seus frutos através de palavras e atos, no dia-a-dia. Lembre-se: religião não muda caráter. Clame ao Senhor para que Ele te sabedoria e discernimento nestas questões.. 

Bom, vou parar por aqui. Você pode achar isso tudo uma grande bobagem, mas confie no que estou dizendo, se conseguirem entrar num acordo sobre cada tópico colocado, irão evitar muita dor e sofrimento. Se você pensa que dá pra resolver tudo depois que casarem, está redondamente enganado! Não achem que a aliança na mão esquerda vai fazer milagre, pois não vai. Em 99% dos casos, a “besteirinha” do namoro se transforma num problemão durante o casamento. Sugiro que discutam um tópico por vez e caso percebam que a visão de vocês é completamente diferente, não insistam no relacionamento. Quanto mais tempo permanecerem juntos, mais difícil e dolorido será para romper. 

Permita que Deus esteja no controle dos seus relacionamentos. Peça a Ele que te oriente, te direcione e derrame sabedoria do alto sobre a sua vida. Que pai daria pedra a um filho que pede pão? Deus tem o melhor pra você, não quer que sofra. O grande problema, é que queremos respostas rápidas e imediatas, e de preferência que estejam de acordo com a nossa vontade. Isso é um grande erro! Antes de assumir um compromisso, coloque diante de Deus, pergunte se esta é realmente a Sua vontade e… ESPERE! Peça que o Senhor cumpra a vontade DELE em sua vida. Um bom sinal, é quando os pais desaprovam (ou aprovam) o relacionamento. Em 99,9% das vezes eles tem razão.É simplesmente maravilhoso estar casado com a pessoa que ama e dentro da vontade de Deus. Eu casaria mil vezes se fosse necessário (com o mesmo marido, claro!). Os atritos serão inevitáveis, afinal, o casamento é uma união de dois seres humanos pecadores e falhos, mas muitos deles poderiam ser evitados se o casal se dispusesse a buscar a vontade de Deus, inclusive durante o namoro. Estou te dando um caminho pra isso. Topa dar o primeiro passo?

Por Daniela Marques 

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Atitudes admiráveis em uma mulher que deixam seu marido morrendo de medo de perdê-la


Resultado de imagem para MULHER CRISTÃ ADMIRÁVEL


Homem nenhum é bobo a ponto de querer perder uma mulher com estes atributos! Quantos da lista você tem?
  • Em um mundo cheio de relacionamentos conflitantes, tudo o que um bom marido quer (assim como uma boa mulher) é encontrar no lar um lugar de refúgio, livre de picuinhas, intrigas, dissimulação, vitimização, brigas ou qualquer atitude que destrua a harmonia conjugal e familiar.
    Portanto, nenhum marido irá querer perder uma mulher que:
  • 1. Cuida de si mesma

    Ela cuida da sua saúde física e emocional. Esforça-se para manter uma boa aparência, uma mente sadia e ativa.
  • 2. Confia no próprio taco

    Ela é inteligente o suficiente para saber que os homens não suportam insegurança, ainda mais quando acompanhada de dramatização.
  • 3. Quer crescer constantemente

    Ela não para no tempo, está em constante evolução. Adora aprender coisas novas e aceita desafios.
  • 4. É respeitável

    Ela comporta-se como uma dama e não admite qualquer forma de desrespeito.
  • 5. Não aceita ser humilhada nem agredida

    Ela não tolera ser abusada e humilhada. Reconhece seu valor e sabe que não merece nada menos que um marido que a respeite e preze por sua segurança e bem-estar.
  • 6. Não depende de ninguém para ser feliz

    Ela não espera que seu marido a faça feliz, porque já é feliz consigo mesma. Ela se ama, ama a vida que tem. E quando algo a deixa triste, ela não se entrega. Dá a volta por cima e luta para recobrar a alegria.
  • 7. Esforça-se para ser honesta em todas as circunstâncias

    Ela é honesta nas finanças, é honesta em relação ao que sente, é uma pessoa de palavra.
  • 8. Tem firmes convicções

    Ela tem fortes convicções religiosas, políticas e sociais. E não abre mão de seus valores para agradar quem quer que seja.
  • 9. É um exemplo a ser seguido

    Ela é uma pessoa inspiradora, digna de ser imitada, não por estar sempre na moda ou por ser bonita. Ela é uma luz para o mundo, e isso é facilmente percebido em suas atitudes, as quais ela se esforça para manter em harmonia com seus elevados valores.
  • 10. Tem um coração enorme

    Ela não consegue ver um animal abandonado, uma pessoa faminta ou alguém passando por maus momentos sem que isso a afete. Ela não só se sensibiliza, mas não sossega enquanto não fizer algo para ajudar.
  • 11. É corajosa

    Ela luta para defender o que é certo, ainda que tenha que lutar sozinha contra todos à sua volta.
  • 12. Ela é transparente

    Ela gosta de tudo feito às claras. Detesta mal-entendidos.
  • 13. É simpática

    É uma mulher agradável, gentil e sorridente.
  • 14. É grata

    Ela contenta-se com a vida que tem, em vez de se entristecer por não ter o que deseja ou cobiçar o que ainda não tem.
  • 15. Esbanja charme e feminilidade

    Sem se preocupar em se adequar aos padrões de beleza do mundo.
  • 16. Não se conforma com injustiças

    Ela não se cala diante de injustiças, não é conivente com erros nem segredos que podem prejudicar alguém. E não se preocupa em ter que agradar as pessoas. Ela quer mesmo é ver as coisas feitas da maneira certa, doa a quem doer.
  • 17. É organizada e higiênica

    Ela se esforça para manter o ambiente em que vive limpo e organizado.
  • 18. É pacífica

    Por detestar brigas, seu lema é apaziguar.
  • 19. Confia no homem que ama

    Ela não fica procurando "pelo em ovo". Se vir algo errado, ela terá uma conversa franca. Mas não vai criar caso à toa. Ela sabe que quem ama de verdade, confia.
    Aí estão qualidades que encantam qualquer bom homem. É obvio que é difícil ter todas ao mesmo tempo, mas ter boa parte delas já está de bom tamanho. Assim como uma mulher íntegra - e com a autoestima elevada - não aceitará menos que um homem íntegro ao seu lado; um bom homem não é bobo de querer perder uma mulher com atributos como esses.

  • Fonte: familia.com.br
    Por Erika Strassburger

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Diga-nos como seu marido ou namorado segura a sua mão e nós revelaremos algumas verdades sobre seu relacionamento


Resultado de imagem para Como ele segura a sua mão diz muito sobre vocês dois, como um casal.

  • Como ele segura a sua mão diz muito sobre vocês dois, como um casal. 

  • Os Beatles entenderam o poder de um gesto tão simples quando cantaram:

    "Oh por favor, diga-me, você vai me deixar ser seu homem. E por favor, diga-me, você vai me deixar segurar sua mão." (I Want to Hold Your Hand)

    Nem todo relacionamento é igual, e aquela pequena ação pode revelar muito sobre vocês como um casal. Escolha a imagem que melhor representa a forma como você e o seu amor dão as mãos e nós revelaremos algumas verdades sobre seu relacionamento.
Vocês são ferozmente independentes, confiantes em seu amor um pelo outro e priorizam um tempo de qualidade em vez da quantidade.
Vocês formam um casal tranquilo e confidente. São nutridos por conversas intelectuais e não sentem tanta necessidade de sair com casais de amigos.
Vocês formam um casal perfeccionista. São líderes naturais e passam muito tempo trabalhando com os outros.
Vocês formam um casal poderoso com grandes expectativas para a vida. Vocês amam estar juntos e cada um de vocês precisa de muito pouco tempo sozinho.
Vocês são um casal espontâneo. Entre vocês nunca falta risadas, mas isso não impede que conversas sérias aconteçam quando forem necessárias.
Vocês formam um casal acessível. Deixam as pessoas à vontade, pois focam seu relacionamento em ajudar os outros.

Traduzido e adaptado por Erika Strassburger do original Tell us how your man holds your hand and we'll reveal 3 truths about your relationship.

Fonte: familia.com.br



terça-feira, 31 de janeiro de 2017

COMO MUDAR O QUE MAIS IRRITA NO CASAMENTO


Imagem relacionada

As pessoas que desejam ver mudanças no cônjuge sempre começam da maneira errada. Um jovem chamado Robert é um exemplo clássico. Mal entrou em meu consultório e foi logo me dizendo que a esposa, Sheila, havia se recusado a acompanhá-lo.
— O que está acontecendo? — perguntei.
— Em primeiro lugar, minha esposa é terrivelmente desorganizada. Ela passa metade do dia procurando a chave do carro. Nunca sabe onde encontrar suas coisas, porque não se lembra onde as deixou. Não é um caso de Alzheimer — ela só tem 35 anos. É um problema de desorganização. Já tentei ajudá-la, mas ela não aceita nenhuma sugestão minha. Diz que estou querendo controlá-la. Mas não é isso. Só quero facilitar a vida dela. Se ela se organizasse melhor, com certeza minha vida também seria mais fácil. Perco um bocado de tempo ajudando-a a procurar coisas que ela perdeu.

Fiz algumas anotações enquanto Robert falava e, quando ele terminou, perguntei:
— Alguma outra área problemática?
— Dinheiro. Eu tenho um bom emprego e ganho o suficiente para vivermos tranquilos, mas Sheila gasta além da conta. Ela nunca pesquisa preços, nunca pede descontos nem sabe aguardar as liquidações. Buscamos um consultor financeiro, mas ela não segue as orientações dele. Agora temos uma dívida de 5 mil dólares de cartão de crédito, e, mesmo assim, ela não para de gastar.

Quando ele fez uma pausa, perguntei novamente.
— Há alguma outra coisa incomodando você?
— Na verdade, há sim. Ela também não se interessa por sexo. Parece até que poderia viver sem isso. Se não tomo a iniciativa, nunca acontece nada. E, mesmo quando eu a procuro, muitas vezes ela me rejeita. Eu imaginava que o sexo fosse uma parte importante do casamento, mas, pelo jeito, ela não pensa como eu.

No decorrer da sessão, Robert falou de mais algumas frustrações decorrentes do comportamento da esposa. Comentou que havia se esforçado de todas as formas possíveis para fazê-la mudar, mas com pouquíssimo ou nenhum resultado. Estava pronto para desistir de tudo. Havia me procurado porque tinha lido meus livros e pensou que, talvez, se eu telefonasse para a esposa dele e nós conversássemos, eu poderia convencê-la a mudar em algumas coisas. No entanto, minha experiência me diz que, se Sheila viesse a meu consultório, contaria uma versão diferente da história. Ela me falaria dos problemas dela com Robert, de como, em vez de ser compreensivo, o marido era exigente e ríspido. Talvez dissesse:
“Se Robert fosse um pouco mais gentil e romântico, eu me interessaria por sexo”. E comentaria: “Pelo menos uma vez na vida, gostaria de ouvir um elogio sobre uma compra que fiz, e não mais palavras de reprovação por gastar tanto”. Em resumo, sua perspectiva seria: “Se Robert mudasse, eu também mudaria”.

Existe alguma esperança para Robert e Sheila? Eles podem conseguir as mudanças que desejam ver um no outro? Creio que sim, mas, em primeiro lugar, precisam mudar radicalmente a abordagem. Estão começando da maneira errada.

Sabedoria antiga

Em meu trabalho como conselheiro, descobri que a maioria dos princípios de relacionamento verdadeiramente eficazes não são novos. Muitos podem ser encontrados na literatura da Antiguidade e resgatados do esquecimento. O princípio de começar da maneira certa, por exemplo, pode ser encontrado numa lição de Jesus, conhecida como Sermão do Monte. Farei uma paráfrase da citação de modo a aplicar o princípio diretamente ao relacionamento conjugal: “Marido, por que você repara no cisco que está no olho da sua esposa, mas não se dá conta da viga que está em seu próprio olho? Ou, esposa, como você pode dizer ao marido: `Deixe-me tirar o cisco do seu olho’, quando há uma viga no seu? Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, então você verá claramente para remover o cisco do olho do seu marido”.1

O princípio é claro: você precisa começar com a viga em seu próprio olho. Observe com atenção que Jesus não diz: “Não há nada de errado com seu cônjuge. Pare de pegar no pé dele”. Na verdade, ele sugere a existência de um problema com o outro quando diz: “Quando você tiver tirado a viga do próprio olho, poderá ver mais claramente e remover o cisco do olho do cônjuge”.
Todo mundo precisa mudar em alguma coisa. Não existem cônjuges perfeitos — apesar de eu ter ouvido a história de um pastor que perguntou: “Alguém aqui conhece um marido perfeito?”. Um homem no fundo da igreja levantou a mão sem hesitar e respondeu: “O primeiro marido de minha esposa”. Assim, se existem maridos perfeitos, todos eles já morreram. Nunca encontrei um marido que não precisasse mudar. Também ainda estou para conhecer a esposa perfeita.

Na maioria das vezes, as pessoas não conseguem as mudanças desejadas porque não começam da maneira correta. Concentram-se nos defeitos do outro antes de tratarem das próprias fraquezas. Veem um cisco no olho do cônjuge e tentam removê-lo lançando uma sugestão. Quando isso não funciona, pedem abertamente uma mudança. Quando essa abordagem encontra resistência, exigem a mudança em tom de ameaça. Por fim, partem para a intimidação e manipulação. Mesmo quando conseguem algum resultado, ele ocorre à custa de um ressentimento profundo da parte do cônjuge. Não é esse tipo de mudança que a maioria das pessoas quer. Assim, se você deseja, de fato, ver seu cônjuge mudar, precisa começar tratando dos próprios defeitos.

Como remover a viga de seu olho

A maioria de nós não foi ensinada a pensar que a primeira coisa a fazer é tratar de nossos erros. É mais fácil dizer: “Se meu cônjuge não fosse assim, eu não seria como sou”; “se meu cônjuge não fizesse isso, eu não faria aquilo”; “se meu cônjuge mudasse, eu mudaria”. Casamentos são construídos com base nessa idéia. Nas palavras de uma esposa: “Se meu marido me tratasse com respeito, eu conseguiria ser carinhosa; mas quando ele age como se eu fosse escrava, tenho vontade de desaparecer”. Para dizer a verdade, entendo essa esposa; no entanto, graças à abordagem de “esperar que meu cônjuge mude” milhares de casais chegam a um estado de desespero emocional tão grande que acabam optando pelo divórcio quando um dos cônjuges conclui: “Ele (ou ela) não vai mudar nunca; assim, é melhor eu cair fora”.

Se formos honestos conosco, teremos de admitir que simplesmente esperar não funciona. As poucas mudanças ocorridas são resultantes de manipulação — pressão física ou emocional externa exercida com o objetivo de obrigar o cônjuge a mudar. Infelizmente, a manipulação cria ressentimento, e, depois da mudança, o casamento fica pior do que antes. Se você está passando por isso, como eu passei nos primeiros anos de meu casamento, espero que esteja aberto para outra abordagem, uma forma eficaz de lidar com a situação sem gerar ressentimento.

Não será fácil aprender a lidar primeiro com os próprios erros. Se eu lhe desse uma folha de papel, como costumo fazer com as pessoas que me procuram para aconselhamento, e quinze minutos para anotar as mudanças que gostaria de ver em seu cônjuge, provavelmente a lista seria longa. No entanto, se eu
lhe desse outra folha de papel e mais quinze minutos para fazer uma lista dos próprios defeitos — aquilo que você precisa mudar na maneira de tratar seu cônjuge —, sua lista provavelmente seria curta.

As listas típicas dos maridos relacionam vinte coisas erradas com a esposa e apenas quatro com eles mesmos. As listas das esposas não são muito diferentes. Uma esposa mostrou-me uma lista com dezessete itens de que não gostava no marido e uma folha em branco para as próprias deficiências e comentou: “Pode parecer absurdo, mas não consigo pensar em nada que eu esteja fazendo de errado”.

Fiquei sem palavras. Nunca havia visto uma mulher perfeita. Pensei em chamar minha secretária e pedir para ela trazer a máquina fotográfica e tirar uma foto daquela senhora.
Depois de uns trinta segundos de silêncio, ela falou:
— Eu sei o que ele diria.
— O quê? — perguntei.
— Ele diria que preciso mudar na área sexual. Fora isso, não consigo me lembrar de mais nada.
Fiquei calado, mas pensei comigo mesmo: A senhora pode achar pouco, mas já é uma questão séria…

Não é fácil tirar a viga do próprio olho, mas deixe-me sugerir três passos que o ajudarão a fazê-lo.

Como remover a viga de seu olho Editora Mundo Cristão - G - Gary Chapman
http://www.pranselmomelo.com.br/2012/02/como-mudar-o-que-mais-irrita-no.html